Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Doidona por ti

Sou apaixonada Sou mãe galinha de 4 lindos pintainhos Adoro Música Adoro ler E gosto de escrever umas coisas e por isso criei este meu cantinho de desabafos!

Doidona por ti

Sou apaixonada Sou mãe galinha de 4 lindos pintainhos Adoro Música Adoro ler E gosto de escrever umas coisas e por isso criei este meu cantinho de desabafos!

Afinal havia uma janelinha aberta para mim

Bem e estava eu 3ª á tarde a estender a roupa toca o telefone e perguntam-me se ainda estava disponivel pois da entrevista que tinha ido em meio de Dezembro tinha sido seleccionada, e se podia começar a trabalhar no dia seguinte, e pronto já foram 3 dias de trabalho, nova vida, nova realidade, novas pessoas, num lugar diferente, mas onde espero poder ser feliz!

Quando pensei que as portas estavam todas fechadas afinal lá ao fundo havia uma janelinha aberta para mim 

Obrigada a todos que me deram força e ajudaram a manter a moral em cima, pois isso nestas situações é bem importante.

Bem hajam!

Sobre as 35 horas de trabalho

O Sapo pergunta se devem ser repostas as 35 horas de trabalho á Função Publica e eu respondi que sim, e deparei-me com a maioria que responde que não pois deve ser igual ao do privado. 

Ora na minha opinião acho que se os funcionarios publicos trabalhavam as 35 não deveriam trabalhar 40, ou os privados querem trabalhar 45????

Eu estou desempregada e nunca fui funcionária publica, mas penso que as 35 horas semanais são uma mais valia para a economia, pois tempo de trabalho a mais tem tudo menos produtividade, ninguem me venha dizer que é tão produtivo ao fim das 8 horas como era de manha!

Os gastos que as empresas fazem a mais nessa hora diaria poupariam certamente em tudo, agua, telefones, luz, papel higienico, sabonete enfim pois a ultima hora de trabalho por uma larga maioria de pessoas já é aquela obrigação para cumprir horario e acabam por estar mais a dar despesa do que outra coisa...claro não é todas as profissões que isto acontece mas que se pudesse acontecer em todas ah aconteceria certamente.

E aqui ficou a minha opinião que é minha e vale o que vale.

 

A luta para encontrar emprego

Bem isto de estar desempregado tem muito que se lhe diga, pois anuncios há muitos, mas há várias coisas que importa reflectir nesses anuncios:

1º a maioria aos quais respondo não há feedback

2º quando há chamada para entrevista, vai-se lá e nunca mais nos dizem nada, até agora só 1 é que me deu resposta, apesar de nas entrevistas garantirem sempre que dão resposta sim ou não

3º as condições remuneratórias da maioria das ofertas são de doidos, já me ofereceram 300 Euros para trabalhar 8horas/dia, deu-me cá uma vontade de rir

4º anuncios para fazer trabalhos tão simples e a pedirem mestrados...e quem não é mestrado não trabalha? (eu mesmo assim há alguns que respondo, não sou mestra mas tenho mestria na experiencia que tenho)

a idade é lixada a maioria já nem posso responder pois já tenho 45 anos estou velha para trabalhar

 

Posto isto, chego a uma altura em que francamente, nem sei para que lado me vire, pois por mais que procure não é fácil eu até procuro para limpezas, mas até me respondem que tenho qualificação a mais para o serviço...se houver ideias e/ou experiencias que queiram partilhar para me ajudar a entender melhor como posso fazer agradecia, pois neste momento até me servirá para me ajudar a manter a minha esperança...

E hoje é sobre chefes intragáveis

Desde manhã cedinho que ando a magicar no que havia de escrever hoje e há poucos minutos surgiu me este pensamento que realmente trabalhar com gente que não precisa, ou se precisa não sabe dar o valor ao pouco que os outros ganham mete-me nervos sinceramente, que maldade, pior é que se estivessem a pagar do seu próprio bolso, mas não, e por meia duzia de euros? enquanto que essas pessoas ganham acima dos 2 mil? são umas egoistas, como nunca na vida lhes faltou o sustento da sua casa, nunca tiveram que negar nada aos filhos, pois nem os têm, é revoltante e depois são estas pessoas vazias que são directoras e afins. Sinto-me triste com estas injustiças, por norma até estão nestes cargos, pelo menos aqui onde trabalho pois são filhas/os deste, daquele ou do outro e claro quem fica sempre mal é quem trabalha e o seu pai é como o meu um humilde trabalhador que sempre cumpriu as suas obrigações laborais e fiscais! O pior de tudo para mim é que podiam ser filhos/as deste ou daquele mas podiam ainda ser profissionais mas nada disso (há exepções) há aqui um caso desses que então é gritante tenho dias em que me apetece dizer oh ignorante vai mas é para casa "cozer meias" que era o que te fazia bem! 

Se me calhasse o euromilhões eu bem lhe contava ....

Gerencias

Hoje em dia as entidades patronais estão numa onde de tirar aos empregados tudo e mais alguma coisa, sejam elas publicas ou privadas ou assim assim...

Por aqui do pouco que se tinha tem sido sempre a diminuir e claro ninguem faz nem diz nada, ha breves comentarios de corredor e tal mas não passa disso, enquanto que o tipo que aqui anda neste momento a "gerir" é viagens, almoçaradas e afins e quem paga é sempre o mesmo e claro o contribuinte sendo a massa daqui publica.

Estavamos ao almoço a falar dessas coisas quando se fala pois tiram e ninguem faz nada tudo fica calado e continuam a fazer e dizem outras pois mas se falamos vamos ser crucificadas e nada acontece e ainda temos é que agradecer ter emprego...realmente temos mas caramba é por causa desses agradecimentos que os empregados estão como estão a ganhar cada vez menos e a serem explorados com o "dito" medo que quem tem o poder de os despedir!

Conclusão: É isso que eles querem, ter-nos na mão para nos explorarem cada vez mais...mas enfim sinto-me revoltada

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

  • Dia a dia

    07 Novembro, 2019

    Bem isto de viver perto de Lisboa faz com que os niveis de stress diarios sejam diabolicos. (...)

  • De volta

    05 Novembro, 2019

    De volta á escrita, após este interregno demasiado grande, 2 anos, que por circunstancias (...)

  • O tempo

    18 Julho, 2017

    Nós estamos sempre a queixarmos porque o tempo passa depressa, mas quando estamos a trabalhar (...)

  • E a sinusite que não me larga

    09 Junho, 2014

        Esta sinusite malvada anda a dar cabo de mim, estou há mais de uma semana a largar (...)

  • Apetece-me beijar-te

    27 Novembro, 2008

    APETECE-ME BEIJAR-TE MUITO MUITISSIMO Prepara-te para quando chegares logo a casa (...)

  •  
  • Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D